O que dizer da India?

Fiquei alguns dias pensando por onde comecar a falar da India de modo que voces pudessem se sentir bem familiarizados e perdessem aquela sensacao comum quando pensamos na India, como um lugar de costumes meio descabidos, onde tudo parece nao fazer muito sentido e que talvez por isso as pessoas sintam tanta curiosidade de ir ate la. Mas depois de eu ler alguns livros sobre a historia do pais, do povo e estudar sua religiao antes de chegar aqui, a India passou a ter sentido para mim e ‘e sobre esta India com sentido que quero comecar a falar, pois tem muita coisa para dizer da India…

Quando os europeus chegaram ao subcontinente indiano a regiao era dominada por reinos hindus e muculmanos que disputavam o poder entre si ha custa de muito sangue. Com a conquista da independencia no final dos anos 40 se dividiu primeiramente em India, onde ficou a maioria hindu, e Pakistao para os muculmanos. Disputas politicas continuaram a existir no leste da India, ate que no inicio da decada de 70, houve uma nova divisao formando Bangladeshi, tambem de maioria muculmana. Apos a conquista dos povos em terem seus proprios territorios e com isso garantir a sobrevivencia de suas tradicoes religiosas, a India finalmente pode ser India!! E apesar do numero de muculmanos ainda ser maior que a populacao do Brasil, nao ha como pensar e compreender o pais, sem antes compreender o hinduismo e sua marca na populacao. Entao pretendo contar um pouquinho da religiao, das castas e do momento que a India vive neste sentido religioso e espiritual.

Da mesma maneira que o Judaismo fala dos descendentes de Abrahao e Jacob (filho de Abrahao) – os judeus, o hinduismo fala dos hindus. Para fazer parte do hinduismo, voce precisa fazer parte da comunidade vedica, voce precisa ser hindu, porque a religiao deles nao fala de um “estado de ser” como o cristianismo, mas de um valor que ‘e trazido hereditariamente e que propoe organizar a sociedade, o famoso sistema de castas. A religiao hindu comecou a partir dos Vedas, o livro sagrado. A principal questao do hindu foi compreender quem ‘e o homem, por isso toda a religiao esta baseada no estudo de sua Antropovisao, que fala do que o homem ‘e e nao do que ele deveria ser. Nesse estudo aprofundado (e umas das coisas mais lindas que tive acesso nessa viagem) explica grande parte da cultura hindu, pois ela fala do homem e a conclusao principal, se ‘e que posso dizer assim, ‘e que todo homem possue uma ordem intrinseca que o apoia na realidade, que eles chamam de dharma e ‘e essa ordem que os sacerdotes hindus vao dizer que ‘e a religiao deles.

Arquitetura dos templos hindus. Poucos deuses?

Os vedas se afirmar como uma colecao de aplicacoes dessa ordem intrinseca que esta no anandamaia (a camada mais pura do homem). O hindu vai nomear a religiao dele como Sanatanadharma. Sanatana significa eterno e dharma lei. Segundo os hindus, cada ser tem um dharma, que vem anterior ao proprio ser e voce nao escolhe, mas precisa descobri-lo na caminhada da vida. Eles acreditam que Deus faz pessoas diferentes e caminhos diferentes para cada um chegar ate ele, por isso dizem que para cada individuo concreto ha um caminho concreto, o dharma e na medida em que voce se distancia do ser dharma perde sua identidade e passa a ser objeto de outros seres. E o hinduismo serve para traduzir o dharma do ser humano. Falando de uma forma mais “pratica”, cada homem possui uma identidade e uma missao, portanto uma vocacao. E ‘e em razao desta que o homem se realiza verdadeiramente e cumpre seu papel como ser humano.

Os vedas propoem que para manter uma religiao assim ‘e necessario “somente” duas coisas: o sistema de castas e que qualquer outra religao que queira entrar no pais somente os brahmanes (a casta mais nobre) podem aprovar. Por isso o hinduismo anexa diversas religioes, pois considera manifestacoes de Sanatanadharma. Assim a grande abertura do Induismo com os crencas e ritus de seus fieis, que para nos podem parecer costumes descabidos, para eles, o que importa ‘e levam a realizacao do dharma.

Os brahmanes que cuidam dos templos!

O hinduismo contempla tambem tres Deuses principais: Brahma – o Criador, Vishnu – o Mantenedor e Shiva – o destruidor/regenerador. Cada um expressa um dos aspectos de Deus. Cada fiel deve adorar sempre um aspecto do Deus  e mais um que tenha um papel de padroeiro para nos. Dos principais o mais reverenciado ‘e o Shiva e dos “padroeiros” ‘e o Ganesh, filho de Shiva (aquele com cabeca de elefante). A veneracao com as vacas acontece pois o touro ‘e o transporte de Shiva.

O touro de Shiva, venerado dentro dos templos!

Do que fala o sistema de castas? Tem um pensador suico chamado Frithjof Schuon que resume muito bem quando diz: “se existem a diversidade de qualificacoes humanas e a hereditariedade, o sistema de castas ‘e possivel e legitimo”. E ‘e disso que fala os vedas, que o sistema de castas se baseia na natureza das qualificacoes humanas e que neste sentido, ele pode ser aproveitado para toda humanidade.

O sistema fala de 4 castas principais e varias subdivisoes entre elas. Vou citar bem superficialmente as principais: existem os Brahmanes que sao o tipo puramente intelectual, contemplativo, sacerdotal, onde o que importa ‘e o Transcendente; em seguida existem os Kshatriyas que tem sua forca no carater, sao os grandes guerreiros e os martires (que podemos ver ao longo de toda historia do mundo), onde o que importa ‘e o ato, que determina e modifica as coisas; em seguida vem os Vaishyas que ‘e o homem material, ‘e a riqueza, a seguranca e a prosperidade que importa, sao os ditos comerciantes; e por ultimo vem o Shudra que ‘e qualificado para os trabalhos manuais, o trabalhador bracal, onde o que importa sao as satisfacoes vitais basicas, e tem como grande valor a fidelidade. Por ultimo vem os parias ou intocaveis, os sem castas, que sao os ordenados a fazer o que os outros rejeitam, pois eles sentem prazer na transgressao.

A sociedade hindu esta sub-divida basicamente nessas 4 castas principais, e mesmo que voce nao faca parte do hinduismo, por exemplo, voce seja um cristao indiano, voce ‘e hindu e portanto pertence a algumas dessas castas. O objetivo religioso das castas ‘e ordenar a sociedade para facilitar o caminho de seu dharma. ‘E um aspecto importante da identidade.

Sei que fica complicado para nos ocidentais entendermos e nao criticarmos o sistema de castas, por diversas razoes: primeiro o sentido de identidade para nos nao ‘e uma preocupacao comum, nos preocupamos muito mais em sermos eficientes e uteis do que em saber de fato quem somos; outro ponto que para nos o livre arbitrio, a liberdade de ir e vir, ‘e muito mais importante onde a casta “limitaria”; outro ponto ainda ‘e que subestimamos a hereditariedade porque ela quase nao funciona mais hoje em dia no nosso mundo ocidental; depois temos ainda o aspecto social que para nos ‘e discriminatorio e por ultimo, para quem olha para o aspecto religioso, temos um ensinamento muito marcado “ diante de Deus todos somos iguais”. E isso ‘e interessante citar, pois nesse ponto, para as pessoas altamente espirituais que possam surgir das outras castas, o sistema de castas tambem se neutraliza, como o caso de Nandamar que foi um santo paria.

Algumas grandes personalidades e santos hindus eram contra o “sistema”, nunca ao sentido e significado, das castas, como Buda por exemplo. Alguns destes, como Ramana Maharish, que dizia que o sistema era bom, mas nao funcionava mais na India, quem nascia numa familia Brahmane ja nao ‘e mais brahamane, quem nascia Paria ja nao ‘e mais paria e etc. Inclusive ele que foi um grande santo hindu, nasceu numa familia Brahmane e conta que nunca ouviu falar nos Vedas em casa, apenas em dinheiro.

Em decorrencia de varias questoes a hereditariedade nao esta mais funcionando como antigamente e isso fica de certa forma claro quando visitamos a India. Por seculos e seculos aquela familia que comecou brahmane continuara sendo brahmane, mas nao necessariamente os valores brahmanicos estarao presentes nos membros da familia. Estamos numa epoca de superpopulacao e de valores modernos e nesse sentido o mundo respira essa realidade e nao seria diferente na India. Quando falo de valores modernos, falo do culto a materia (ao dinheiro) e ao racionalismo cientifico. A India tem vivido os mesmos valores que nos. Gosto de uma parte onde o Shuon diz que o mundo vive uma epoca meio vaishya meio shudra e ao meu ver, ‘e isso mesmo.

Nesse cenario, encontramos muitos sadhus (que sao os monges daqui), pessoas que resolveram abandonar o mundo para viver somente de doacoes e de busca por iluminacao, que nao sao serios. Grande parte dos sadhus infelizmente hoje sao assim. Passam pelos turistas pedindo dinheiro ou se oferecendo para tirar fotos em troca de algumas rupias. O mesmo ocorre com os gurus (guru num sentido preciso na India ‘e alguem que atingiu a iluminacao), que aqui sao considerados semi-deuses, onde multidoes e multidoes seguem seus ensinamentos e sao falsos gurus. Esses dias tinha uma reportagem em um jornal local, de um guru super famoso que pregava o celibato estava envolvido com uma atriz de bollywood. O mesmo ocorre nos ashrams, locais que originalmente eram a casa de algum guru e as pessoas iam para praticar yoga, meditacao e participar dos pujas (cerimonias sagradas de purificacao) e hoje sao puramente comerciais. Existem poucos ainda que se mantem serios, vivendo de doacoes dos seguidores e ajudando a comunidade.

Como disse sabiamente um local para mim: “cuidado com os gurus e os ashrams, hoje essas pessoas so querem saber de dinheiro, nao ‘e mais como antigamente. Ai ele completou: “ eles tem milhares de seguidores, uma parte sao os nossos locais que vivem de estomago vazio e  em busca de milagres, e a outra parte, sao os seguidores ocidentais, que tem o estomago cheio, mas a cabeca e o coracao vazio”!!

Os fieis no templo em ritual!

Anúncios

16 comentários em “O que dizer da India?

  1. Miguinha… parabéns pelos estudos e pela sua dedicação em tentar entender a fundo o país que vc está “de passagem”! Adorei a maneira como você escreveu e fiquei só tentando imaginar como isso tudo refletiu aí, dentro de você! Mas ainda vamos sentar e conversar muito…
    Fica com Deus, que Ele te ilumine hoje e sempre!
    Amo você!

    • Oi Miguinha,

      Obrigada amiga por perceber meu esforco e dedicacao nessa viagem no sentido das coisas. E que bom que vc adorou, sinal que esta dando para compreender ne?! Bom mas vc esteve aqui e sabe bastante tb. Muita coisa p/ conversar, horas e horas, pois as reflexoes bateram muito novas e com mta pouca ilusao…
      Tenho tentando abrir bastante caminho para senti-lo….
      Amo vc tb linda
      Beijao
      Bibi

  2. Bibi
    …”volatizar o fixo e fixar o volátil”…é o desafio para inverter:
    …”o estomago cheio e a cabeça e o coração vazio”…
    bjsjsjs

    • Oi mae,

      Pois ‘e, o problema ‘e que hj em dia a gente nao sabe muito onde buscar e acaba por pegar um pouco de tudo e no final das contas nao ter uma identidade espiritual, mas uma colcha de retalhos que acoplamos ao que ja somos e continuamos so na psique.

      Beijos
      Bibi

      • Tudo bem, vai dar certo essa busca …afinal a escola da vida é pra isso…ir colhendo, escolhendo e esperimentando no dia a dia nos relaçionamentos e observando resultados…
        harmonia é a meta: interna e externa!
        ah quero ver mais fotos suas nos lugares, certo? É um querer muitttttto …hehe
        forte
        bjbjb

  3. oi Biiii, estou adorando ler todos esses artigos que vc tem escrito… vc leu o meu comentário no outro artigo?
    Bjxxx fica com DEUS e FELIZ PÁSCOA!!!!!

    • Oi Juuuuuuuuuuuu,

      NOssa fiquei tao feliz qdo vi que era vc!! Nao acreditei!! Quanto tempo….!!! Que legal que voce esta gostando e tentando ler tudo, fiquei super feliz! Que saudades de entrar na Deycon e poder te dar aquele bom dia. Que tempo legal ne?! Uma fase que lembro com mt carinho. Nossos almocos… E como vc esta?!!! Continua la?
      Olha leia tudo e viaje com a gente, vc vai poder conhecer os paises atraves do blog… ‘e muito legal ver o mundo, uma verdadeira revelacao e ate ver que Deus construi tantos caminhos diferentes atraves das religioes e pessoas diferentes, mas todas buscando o mesmo e os caminhos se encontrando tb no mesmo lugar. Muito bom!
      Fique aqui daqui p/ frente ta.
      Beijao com saudades
      BIbi

  4. Amiga, finalmente consegui ler o seu blog…
    QUANTA COISA vc tá aprendendo, é muito legal ver voce entrando em contato com coisas que fazem sentido pra vc, construindo o próprio pensamento!
    É mto difícil mesmo a gente saber exatamente o que é nosso e o que é do outro, mas acho que com o tempo a gente vai se apropriando mais das coisas que a gente pensa…
    Tambem acho que a religião é imprescindível pro ser humano dar conta da idéia de que é finito e isso vc vê em todos os lugares que passar, como cada um lida com essa idéia. Já pensei nessas coisas que vc pensou sobre a finitude da vida e isso de certa forma me deixa ansiosa pra sempre estar aprendendo alguma coisa nova, tipo todo dia… isso acho que vai estar sempre em mim.

    Boa India!

    Beijocas com saudades

    • Oi amiga,

      Que bom que voce conseguiu ler tudo, tenho visto essa nova etapa da viagem como uma das mais importantes. Tenho tentando mesmo aprender e esta sendo muito bom.
      ‘E verdade a gente ve como cada povo lida com a morte de acordo com sua religiao. O tema tem me deixado menos ansiosa com o passar do tempo, mas nunca algo me moveu tao rapido para a busca do sentido das coisas como a morte. Isso esta sendo muito bom.

      Beijos com muuuitas saudades tb!!
      Bibi

  5. Milga!
    Ontem mesmo vi uma materia na tv sobre bangladesh..comentei: A bibi ta lá! Nossa que loucura..voce ta ainda por ai? amiga, escreve maisssss, mais mais..queremos mais!! coloca fotos de você e do gui!! coloca coloca! queremos ver você..cada vez mais iluminada!adorei sua descrição ..é muitissimo interessante ler o seu blog e fico sempre olhando p ver se vc escreveu alguma coisa nova!milga vamos tentar nos encontrar! eu preciso compartilhar um pouco mais disso tudo com vc!!
    escreve, escreve, escreve!! todo dia!!!estou esperando!!!ansiosa..te cuida enh! naum vai ficar doente!!! te amo amiga, muita sorte, coragem e boa viajem! muita saudades.

    • Amiga querida,

      Apesar de ser aqui do ladinho, acabamos nao indo para Bangladesh, teriamos que ficar ate o fim do ano para acabar de ver a India e conhecer Bangladesh e nao ‘e possivel… Adorei que voce entendeu o sentido do meu blog, apesar dele ser um blog de viagem, nao quero que ele seja ferramenta de diversao somente e fotos bonitas, como se estivesse vivendo um sonho dourado. ‘E um sonho, mas que faz aprender muito e dispertar, e ‘e sobre isso que quero contar. E vc entendeu! Obrigada amiga! Acabei de voltar do ashram, mas ainda nao consigo falar, tao bom ficar em silencio hehe.

      Que tudo voce aqui, acompanhando, nem acredito, minha amiga que me viu crescer, totalmente diferente. Olha so, te escrevi, irmos p/ Turquia depois, responde meu email p/ combinarmos de se ver, tv, mto tv, chegaremos na Italia, mas numa viagem dessas, planos ‘e um negocio dificil de seguir, pq tudo muda e gracas a Deus, a gente nao precisa planejar nem seguir nem uma meta, nem um modelo.

      Beijos
      Bibi

  6. Oi Biiii, que bom ver que vc respondeu… Estou com muitas saudades de vc; sai da deycon em março deste ano mais estou bem feliz, descançando um pouco….
    Vou continuar lendo tudo siiimmmmmm. Bjxxxx fica com DEUS!!!!!

    • Oi Ju,
      Eu tb, fico imaginando como vc deve estar agora… continua loura? Nossa so agora vc saiu da deycon, tempao hein, descansa bem e aproveita p/ repensar o caminho daqui p/ frente, ‘e sempre uma boa oportunidade. Que legal que vc esta acompanhando, fique aqui que eu fico bem feliz.
      Beijos
      Bibi

  7. Oi Bibi…
    Eai como voces estão??
    Já dei uma olhada no blog do Gui.. e agora tava olhando o seu!!
    To com pouco tempo para ler tanta informação, mas prometo ver o máximo possivel!!
    Vocês são uma inspiração para mim…
    E você sempre foi muito querida comigo… adoro!!
    Super Beijo e Muita Energia Positiva!!

    • Oi Ale,

      Que legal que vc esta lendo e gostando! Que essa inspiracao sirva p/ vc dar um tempo do teu trabalho e vir ver o mundo pessoalmente, dai depois, vc nao precisara mais ser inspirado por nos, tera tudo no teu coracao e so vivendo isso vc vai entender a dimensao e o valor de fazer uma viagem dessas. E vc ainda tem dinheiro, tem mta gente que nao tem ou que precisa trabalhar que nem um camelo para um dia poder fazer uns mesinhos, entao invista seu $ nisso e entendera o que eu to dizendo. Vc Ale ‘e meu meio irmao, olhar p/ vc ‘e tb ver o Joao e sempre te desejar o melhor!
      Beijos
      Bibi

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s