Vida de Ashram II!

Ao final dos 10 dias, o Gui chegou e aproveitou o ashram comigo durante mais quatro dias. Ele adorou! Aproveitamos para matar a saudades e passear na natureza. Quando chegou a hora de ir embora, pois haviamos comprado nossa passagem para a Jordania (nosso proximo destino ‘e fazer o Oriente Medio) nao queria ir embora de jeito nenhum.

Caminho de volta para o ashram ao final das meditacoes!

Fim de tarde!

Fim das contas, decidimos mudar a passagem e o Gui foi para as montanhas e eu voltei para o ashram, pois precisavamos fazer algumas coisas praticas em Rishikesh. A principio duvidei da minha decisao pois estava perto daqueles dias femininos e fiquei me culpando por ter dado todo o trabalho para o Gui de mudar a passagem, que nao foi uma jornada facil. Quando os dias chegaram, relaxei e pude entender porque aquele chamado era tao forte para voltar.

Tive algumas meditacoes inexplicaveis. Um dia, quando acordei numa chuva forte, fazia nao sei quantos meses que nao sentia o cheiro da chuva e nem o prazer de te-la, levantei da cama e fui meditar, num lugar bem especial no ashram de frente para o Ganges. Eram quase seis da manha. Duas horas depois quando abri os olhos, tudo silenciou, nao havia sequer uma coisa dual no meu ser, tudo era harmonia, eu, o chao, a chuva, as plantas, o ganges, o ashram, todos eram uma coisa so e nao havia separacao de nada. Nao havia eu e nao-eu, como explica Buda. E eu chorava! Chorava em ter aqueles minutos contemplando a magia e os misterios da Revelacao. Aqueles longos minutos que fiquei sentindo aquela absoluta harmonia, esta tao registrado em mim, que depois daquele dia, parei de duvidar de muita coisa e a confiar na sinfonia que rege o mundo.

Sobre uma pedra, no dia seguinte frente ao Ganges, quando estava rezando por um longo tempo, fui tomada por uma sensacao absurda de amor, de bencao e de acolhimento. Senti, pela primeira vez na vida, de forma clara, a presenca dos anjos que me acompanham. Estava rezando Santo Anjo!

Durante todo o percurso dessa viagem, queria entender o que era a falta que ainda sentia e que ja nao era mais daqui. Ja nao era mais um insight de terapia que buscava, nem compreender mais minha psique, nem entender mais porque as vezes os mesmos comportamentos surgem novamente, nao sentia mais falta de respostas para a minha psicologia e nem vontade de entender nada nesse sentido. Queria entender o que era aquela pergunta que havia no meu coracao desde pequena, quem sou eu e para onde vou, que tomava formas diferentes….

Quando a Andrea, minha amiga querida, me entregou um CD de Religios Comparadas antes mesmo de eu viajar, peguei aquele CD como se tivesse recebido um presente para estudar alguma coisa, mas nada demais. Queria mesmo era entender um pouco mais do sentido das religios, mas uma coisa bem assim sem pretensao e sem grandes interesses.

As aulas comecavam na propria ordem da Revelacao. As primeiras aulas foram de Hinduismo, depois de Budismo, depois Judaismo, Cristianismo, Islamismo, Confucionismo, Taoismo e Tradicoes Indigenas. Em cada religiao, meu professor era de uma imparcialidade admiravel. Quando ele fala do hinduismo, ele ‘e um hindu, quando fala do Budismo, ‘e um budista e assim por diante…. Bom, ouvindo essas aulas ao longo da viagem e estando ao mesmo tempo em frente a estas religioes, convivendo com pessoas de cada uma delas… na Africa, nos paises que passamos boa parte era muculmana, no sudeste asiatico obviamente budista e na India hindu.

E nessa caminhada percebi que nao precisava mais de novas abordagens espirituais como toda hora surgem na nossa frente, nem de livros de auto-ajuda, nem de “ OSegredo”, nem de psicologia, nem de retiros malucos, nem de nada…. eu queria entender o basico e ter uma visao mais inteira do mundo, nao varios pedacos, queria conseguir conectar religiao com historia com sociedades com o homem. Eu nao queria mais tirar o que me interessava de todos os conselhos de ser melhor, nem de meditar por meditar… Eu queria Deus, essa era a minha falta! E eu fui descobrir nessa viagem, olhando para esses povos, com dinheiro ou sem dinheiro, firmes no seu amor e na sua fe, que era isso que eu precisava.

Eu nunca tinha sentido a fe. Eu nunca consegui acreditar em algo que nao entendia. E nesse sentido as aulas foram perfeitas para mim, pois eu pude comecar a entender Deus, religiao e o homem atraves do estudo; atraves, primeiramente, do intelecto, que ‘e mais meu jeito de aprender.

Hoje descobri minha falta: eu nao tinha nenhuma relacao com Deus. Advinha quem ‘e o Guru que descobri que mais fala de mim? Jesus Cristo. Que grande ironia do destino. Precisei viajar o mundo para voltar as origen

Pra pensar:

Este chamado que ouvimos rumo a um tipo de vida, esta voz ou grito imperativo que se eleva de nosso intimo mais radical, ‘e a vocacao. Na vocacao ‘e proposto ao homem, nao imposto, o que ele deve fazer. E a vida adquire, por isso, o carater da realizacao de um imperativo. Est’a em nossas maos querer ou nao realiza-lo, ser fieis ou infieis ‘a nossa vocacao. Mas est’a, quer dizer, aquilo que verdadeiramente devemos fazer, nao est’a em nossas maos. Chega at’e nos inexoravelmente proposto. Eis porque toda a vida humana tem uma missao.

Ortega y Gasset

Encontro!

Anúncios

9 comentários em “Vida de Ashram II!

  1. Amiga, as palavras deram uma desconfigurada… talvez seja meu computador… Mas mesmo assim não consigo parar de ler. Que profundo! Que profundo! Me arrepiei ao ler e sentir sua experiência…

    • Amiga amada,

      Que bom que voce consegue compreender que ‘e profundo… foi bem profundo!! Continua lendo, dai qdo eu voltar vai ser melhor ainda para gente poder compartilhar.
      Beijos, beijos no teu coracao.
      Bibi

  2. Oi Lindona, Fazia tempo que não lia o seu blog, percebi que perdi alguma coisa….rs
    Não me lembro se já te disse, mas vc é muito clara quando se expressa, estamos entrando na 5ª dimensão e você percebeu isso do seu jeito.
    Que experiência incrivel vcs estão se dando. Parabéns! e continue escrevendo.
    Super bj e muitas saudades.
    Paola

    • Paola querida!!!

      Estava com saudades de voce. Tambem nao sei se ja te disse, mas obrigada pelo teu carinho tb aqui comigo no blog.
      Nao sei da 5 dimensao que vc fala, mas acho que entendi o sentido do que quiz dizer.
      Estou tentando tirar o melhor dessa experiencia, p/ me guiar quando voltar…
      Beijos e continue acompanhando
      Bibi

  3. Bibi!Só conheci seu blog hoje 02/junho 2010, e não poderia ter sentido maior alegria, imensuravel emoção em que só as lagrimas podem descreve o que li sobre o seu “ENCONTRO”…Jesus tem um plano maravilhoso com vocÊ e o Gui, essa viagem terá uma um lugar de chegada e um ponto de partida! O Senhor tem os seus caminhos para nos fazer conhece-lo, a ti consedeu vida, vigor e essa viagem indescritivel para que Ele se manifestace e a mim, me aproxima da morte para que eu conhesa a VIDA…mas no fim Ele só quer que cheguemos ao mesmo lugar “Até Deus”, porém, o unico caminho que nos leva a Deus é Jesus Cristo, Ele mesmo disse, ” Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguem vai ao Pai se não for por mim”, isto está escrito nas sagradas escrituras no Evangelio de João capitulo 14 versiculo 6! Amiga eu desejo o melhor dessa terra pra vocÊ e o Gui, o melhor dessa Terra é o Céu! bjo no seu coração!

    • Beli querida amiga!

      Quanto tempo, nossa…. que honra te ter aqui. Ja pensei muito em voce. Especialmente quando voce estava no hospital aquela vez e depois agora na viagem.
      Consigo te compreender muito mais agora, pode ter certeza. O resto escrevo para ti no seu email.
      Obrigada por estar aqui!!
      De verdade.
      Um beijo muito grande,

      Bibi

  4. Filha…
    Sublime experiencia…
    Lendo, senti parte do que vc sentiu, vivi parte do q vc viveu…Compreendo parte desta revelação que é única para vc!
    Este amor que vc sentiu será que tem a dimensão que nos une como mãe e filha?
    Chegamos bem de viagem…pude suavizar as saudades que sempre sinto de vc, desde que naturalmente precisou sair de meu útero para viver sua propria experiencia de vida.
    Sinto Deus com vc, assim: amor!Sublime amor!
    bjs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s