Compreendendo o Islamismo!

Alguns tem atracao pelas religioes orientais, como o budismo e o hinduismo, e normalmente uma certa aversao ao islamismo, porem este ultimo ‘e muito mais proximo da nossa religiao do que os anteriores. Louvam o mesmo Deus, inicialmente so dos Judeus e depois dos Cristaos.

O que afasta e dificulta o caminho para entende-los sao os diversos conflitos que houveram entre a civilizacao muculmana e ocidental (crista) ao longo da historia, desde a fundacao do Isla. E naturalmente temos a tendencia de olharmos mais para o que eles fizeram com a gente e nao tanto para o que nos fizemos com eles. Por exemplo, 11 de setembro ninguem esquece, mas o genocideo de muculmanos por cristaos na Bosnia nao ficou tao marcado… Alem dos conflitos, os costumes e tradicoes dos muculmanos nos chocam. As roupas das mulheres, a poligamia, as leis severas. Enfim, a forma que eles tem de resolver as coisas, que ‘e bem diferente da nossa.

Quando eu comecei a viagem pela Africa na Tanzania, desembarquei em Dar Es Salaan e de la seguimos para Zanzibar. Ambos os lugares com maioria esmagadora de muculmanos. Lembro que no meu primeiro dia em Dar Es Salaan, apos todos aqueles avioes, acordei as cinco da manha com o som das mesquitas… e gostei muito. Depois no dia seguinte em Zanzibar, fiquei dias observando todas aquelas mulheres tapadas dos pes a cabeca morrendo de pena, pensando “ coitadas, como sofrem, quanta opressao, que absurdo….”.

Mas com o tempo de viagem e conhecendo muculmanos e mais muculmanos, jantando junto, tomando cha, conversando com as mulheres, a gente comeca a enxergar a coisa de dentro e nao mais de fora. Do ponto de vista deles, e nao do nosso. A unica forma de compreender as coisas. E nao so perdi todo o preconceito que tinha, como hoje, os muculmanos sao um dos “povos” que eu e o Gui mais nos relacionamos afetivamente e os que mais nos acolheram.

Para voce se tornar um muculmano, diferente das outras religioes, voce nao precisa passar por um ritual de batismo, como no cristianismo para receber o Espirito Santo. O que te torna muculmano, ‘e voce considerar a seguinte verdade de fe: Nao ha deus exceto Deus e Muhammed ‘e seu profeta! Se voce acreditar nisso, voce se tornou muculmano, que significa homem limpo!

O Islamismo ‘e a ultima das religioes Abrahamicas: Judaismo-Cristianismo-Islamismo. Porem o que o Islamismo veio reafirmar na visao de um muculmano ‘e o monoteismo puro e original. Para eles, os judeus restringiram a mensagem de Deus apenas para o seu povo, os descendentes de Abrahao. E Cristo entao foi enviado para abrir essas fronteiras e nao limitar mais a mensagem apenas aos judeus, mas a todos, judeus e nao judeus. Porem, Deus ficou diluido na figura de Cristo, na fe de que Deus ‘e trino e uno (pai, filho e espirito santo). E eles vem entao resgatar esse monoteismo puro e para todos. Para o islamismo, o judaismo e cristianismo sao religioes irmas.

Para compreender o mundo muculmano que se inicou com o profeta Muhammed, ‘e preciso entender como era o mundo arabe antes do islamismo chegar. Os arabes na epoca de Muhammed (622 DC), acreditavam em 360 deuses, faziam orgias e mais orgias, as mulheres tinham um valor inferior ao de um escravo, e muitas eram enterradas vivas ao nascer, pois significava prejuizo na certa. A arabia, resumindo, era uma zona.

Muhammed nasceu de numa familia muito nobre, de uma das melhores tribos da epoca, capaz de retracar sua ascendencia ate Abrahao, tamanha a nobreza (da tribo de Isaac veio os judeus e da de Ismael vieram os arabes, ambos filhos de Abrahao). Mas como pouco antes dele nascer seu pai morreu e com 6 anos de idade a mae, ele era muito pobre. Quando a mae faleceu ele passou a ser criado pelo avo ate os 8 anos de idade, quando o avo morreu e passou a ser criado pelo Tio. O Tio morava onde hoje ‘e Meca e era a pessoa responsavel por cuidar dos peregrinos que vinham adorar os 360 deuses.

Desde cedo Muhammed trabalhava cuidando das cabras, mas como cresceu ao lado dos peregrinos, conheceu muitas pessoas importantes e aproveitava para compreender como eles pensavam, pois tinha muito interesse em Deus. Nao participava das orgias e nao gostava dos costumes. A partir de uma certa idade, ja casado, comecou a se retirar para uma caverna para rezar e numa dessas vezes houve uma aparicao do Anjo Gabriel, que disse que ele seria o profeta de seu povo. Muhammed ficou bastante assustado e achou que estava ficando louco, chegou em casa e contou para sua esposa que o tranquilizou e disse que talvez era mesmo uma mensagem do Anjo.

Dali em diante, Muhammed comecou a receber outras mensagens e a pregar o Islamismo, comecando por dizer que os arabes deveriam abandonar seus 360 deuses e passar a acreditar somente em Deus. Obviamente ele comecou a ser perseguido, pois todo o comercio de Meca na epoca era relativo aos peregrinos. Muitos muculmanos foram perseguidos e morreram de fome, pois os arabes negavam-se a fazer comercio com eles. Uma parte fugiu para onde hoje ‘e Etiopia (onde foram protegidos pelo Rei de Axum que era cristao e portanto tambem acreditava num so Deus) e outros para Medina. A religiao se multiplicou e depois de algumas guerras e muitos massacres, os muculmanos venceram.

Junto com Muhammed alguns novos costumes foram adotados. Escravos, pobres e negros podiam se sentar junto com muculmanos nobres e olhar nos seus olhos… os homens passam a ser iguais, independente da classe social ou origem etnica. As mulheres passam a ter valor e direitos civis. No tempo da arabia, como muitas tribos guerreavam entre si, o numero de homens era muito menor que o de mulheres, e restavam poucas opcoes para elas. Podiam tornar-se concumbinas sem direitos ou viver solteiras para o resto da vida e morrer de fome. A poligamia veio como uma forma de protege-las e garantir uma vida digna. Em muitos casos o irmao do marido morto passava a tomar conta da viuva.

Antes do islamismo os arabes podiam ter quantas esposas quisessem, com ou sem o consentimento delas, que nao podiam pedir o divorcio. Com Muhammed, os casamentos so podem se realizar com o aval delas; passam tambem a ter direito de pedir o divorcio; e o homem ao casar-se deve pagar a futura esposa um valor que ela estipula, para ficar com ela durante todo o casamento, e ainda deve sustenta-la integralmente, para garantir a ela alguma liberdade economica no caso de um divorcio. Elas podem tambem ter bens em seu nome, isso desde o tempo de Muhammed. Na sociedade norte americana e brasileira a mulher so p^ode ter bens no seu nome a partir do sec 20…

A poligamia entao so pode ocorrer se o homem garantir os mesmos direitos para cada esposa e o limite ‘e de quatro. Cada uma deve ter sua casa e ser sustentada pelo marido com os mesmos bens que as demais. A ideia da poligamia ‘e ser uma solucao para os periodos em que a populacao feminina e masculina estao em desequilibrio. Hoje somente 2% da populacao dos paises apontados como poligamicos exercem na pratica esse costume.

Quanto as roupas, seria interessante pensarmos que a religiao se propagou numa regiao de deserto com altas temperaturas, sol fortissimo e tempestades de areia, alem de uma arabia incivilizada e cheia de orgias. A roupa entao vem nao so proteger do meio ambiente como das pessoas. Na Arabia Saudita nos ultimos 20 anos houveram apenas dois casos de estupro. Nos temos a liberdade de usarmos a roupa que quisermos, mas nos nao temos seguranca!

Na Malasia conhecemos uma moca que estava com um vel curto e colorido, roupas modernas, apesar da calca e blusa de manga comprida, e ela nos explicou que la nao tem tempestades de areia entao nao teria porque usar a burca inteira. Outra garota belga, que nao usava o veu, mas era bastante religiosa e estudiosa do islamismo, dizia que o veu estava dentro de voce. Ou seja, costumes e religiao se misturaram ao longo dos anos e hoje as mulheres se mantem com as burcas dependendo das suas tradicoes familiares, da lei dos seus paises e de como interpretam a palavra do profeta que, em linhas gerais, apenas recomenda que se resguardem ao vestir-se.

O jeito moderno…

E o tradicional!

O profeta ao longo de sua vida foi pai de familia, comerciante, governante… entre outros, e era reconhecido como um homem de conduta impecavel e que todos podiam confiar, inclusive os comerciantes concorrentes dele, quando iam viajar longo, deixavam seus bens para ele cuidar… Como ele teve um leque enorme de papeis humanos, o muculmano tem o exemplo do profeta para as mais variadas areas da vida: de casado, de negocios, de politica, etc. Isso explica porque o muculmano procura ter uma conduta bastante correta, pois ele tem bastante material disponivel. O que falta para nos Cristaos, pois Jesus foi muito mais um lider espiritual, como ele mesmo dizia “ meu reino nao ‘e desse mundo”.

A saber, os muculmanos seguem quatro livros sagrados: o Tora (dos Judeus), o Zebur – dos Profetas (ainda no antigo testamento), o Novo Testamento e o Corao, considerado por eles o mais importante por ser o ultimo e conter ensinamentos de todos os outros, existe por exemplo, um capitulo dedicado somente para Nossa Senhora. O Corao nao ‘e cheio de referencias historicas como a biblia, fala mais do conhecimento inteligivel, o tempo todo mostra como o homem ‘e e como Deus ‘e, para haver esse paralelo e os muculmanos saberem qual o caminho a percorrer.

Existem outros livros como complemento, especialmente o do Profeta Muhammed (nao me recordo o nome), que mostra as atitudes que ele teve diante de todas as situacoes de sua vida, como um guia de conduta, feito por devotos que anotavam tudo que ele fazia e que tambem o consultavam diante de suas duvidas. Vale lembrar que o profeta dizia para anotar separado o que eram mensagens de Deus que ele recebia (o Corao) e o que ele fazia, pois eram coisas bem diferentes.

Nao ignoro que olhando para o mundo muculmano encontramos tambem os extremistas, que sao motivo de vergonha para muitos deles. Mas isso ‘e acidental. Existem os paises com as leis mais severas porque seus governantes se prendem muito a letra da lei na religiao e nao vao ao seu espirito. Mas em contra partida, em qualquer lugar que voce va hoje de cultura predominantemente muculmana, voce se sente mais seguro, respeitado e principalmente “cercado de boa gente”. O que para mim ficou muito claro, olhando para todos os lugares que passamos, onde Deus ainda ‘e um guia para o homem, o ser humano ‘e mais nobre; ja onde quem tomou lugar de Deus foi o dinheiro e a crenca de que o homem ‘e o seu proprio senhor, o homem ‘e mais “coisa”.

Por fim, a respeito do Islamismo, mais uma vez tive aquela sensacao recorrente na viagem do quanto eu estava enganada sobre muitas coisas. Viajar nao ‘e so quebrar paradigmas e preconceitos, ‘e te ensinar a manter-se atento para nao forma-los. E ‘e interessante perceber que por mais que hoje temos tanto acesso a informacao, os canais sao bastante rasos, limitados e tendenciosos, junto com a preguica ou desinteresse em procurar, assim nos conformamos com a informacao ja mastigada e mal concluida. E cheios de si e de opiniao saimos expondo nosso ponto de vista, sem levar em conta o quanto realmente sabemos a cerca daquilo e como temos nos informado.

Fonte: Informacoes obtidas em mesquitas; conversas com religiosos e devotos muculmanos; Luiz Gonzaga aulas gravadas e Fe Explicada.

Anúncios

5 comentários em “Compreendendo o Islamismo!

  1. Bibi amei ler seu relato.
    Ampliar nossa mente e abrir nosso coraçao para o que desconhecemos, faz toda diferença…
    REspeito mais ainda vc como ser humano qdo diz:
    […]”mais uma vez tive aquela sensacao recorrente na viagem do quanto eu estava enganada sobre muitas coisas. Viajar nao ‘e so quebrar paradigmas e preconceitos, ‘e te ensinar a manter-se atento para nao forma-los.” […]
    saudades com amor.

    • ai ai que saudades..ainda bem q a contagem é regressiva…desta vez vcs voltam para casa…saudades em cascata, catarata, ar, ventania, chuva, sol…

  2. “Ainda que a figueira não floresça,
    nem haja fruto nas vides;
    ainda que falhe o produto da oliveira,
    e os campos não produzam mantimento;
    ainda que o rebanho seja exterminado da malhada e nos currais não haja gado.
    Todavia eu me alegrarei no Senhor, exultarei no Deus da minha salvação.”

    Habacuque 3: 17e18

    Conheça a Livraria Papiros | Cristã igual a você – Grande diversidade deBíblias e os melhores livros cristãos para toda sua família.

    Acesse: http://www.livrariapapiros.com.br

    Imperdível Programa de Afiliados Cristãos para seu Blog!

  3. Pingback: Pela (ex)Iuguslavia. « Saiporai

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s